O que é IGP-M: Entenda como o IGP-M é calculado

Entender o que é o IGP-M e como ele funciona é essencial para quem deseja acompanhar a economia brasileira e tomar decisões financeiras informadas. O IGP-M, com sua composição de três índices principais (IPA, IPC e INCC), oferece uma visão abrangente das variações de preços em diversas etapas da produção e consumo. Este índice é fundamental para ajustar contratos e serviços, impactando diretamente o bolso dos brasileiros. Além disso, compreender a diferença entre o IGP-M e o IPCA permite uma análise mais precisa dos indicadores de inflação, ajudando a planejar melhor as finanças pessoais e empresariais.
o que é igp-m

Quer aprender como investir em dólar no maior mercado de ações do mundo? Então conheça o Dólar Start, treinamento completo para você!

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) é um dos indicadores mais importantes para medir a inflação no Brasil. Ele acompanha a variação de preços desde a produção até o consumidor final, influenciando diretamente diversos aspectos da economia. Muitas pessoas ouvem falar do IGP-M, mas não entendem como ele funciona ou como pode afetar suas finanças. 

Neste artigo, vamos explicar de forma clara e objetiva o que é o IGP-M, como ele é calculado e por que ele é tão relevante no nosso dia a dia. Entender o IGP-M é fundamental para quem quer se manter informado sobre a economia e tomar decisões financeiras mais acertadas.

🥇 Rank oficial dos melhores cursos de investimento

Precisando aprender programação mas não sabe por onde começar? Conheça agora nossa lista com os melhores cursos de programação de 2023 e veja qual será o melhor para você e seu bolso.

O que é IGP-M?

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) é um dos principais indicadores econômicos do Brasil. Ele funciona como uma espécie de termômetro, acompanhando a variação de preços desde os produtos na fase de produção até os bens e serviços que chegam ao consumidor final. Em outras palavras, o IGP-M nos ajuda a entender como os preços estão se movendo na economia, desde o atacado até o varejo. 

Para muitos, o IGP-M pode parecer apenas um conjunto de letras e números, mas seu impacto é sentido no dia a dia de todos nós. Vamos desvendar o que exatamente é o IGP-M e por que ele é tão relevante.

Como funciona o IGP-M?

O funcionamento do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) é baseado em uma análise abrangente dos preços em diferentes estágios da economia. Ele é composto por três índices principais: o IPA (Índice de Preços do Produtor Amplo), o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção).

O IPA representa os preços no atacado, ou seja, os custos de produção e distribuição antes que os produtos cheguem ao consumidor final. O IPC, por sua vez, reflete a variação de preços dos bens e serviços consumidos pelas famílias, como alimentação, vestuário e transporte. Já o INCC avalia os custos na construção civil, incluindo materiais e mão de obra.

Esses índices são coletados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) entre o dia 20 do mês anterior e o dia 21 do mês de referência. Com base nesses dados, o IGP-M é calculado por meio de uma média aritmética ponderada, refletindo a variação média dos preços em um determinado período.

Essa análise abrangente do IGP-M permite uma compreensão mais profunda das tendências econômicas, ajudando a prever como os preços podem se comportar no futuro e impactar nossas finanças.

Como o IGP-M é calculado?

O cálculo do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) é uma tarefa complexa, mas vamos simplificar para você entender. Ele é composto por três índices principais: o IPA (Índice de Preços do Produtor Amplo), o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção).

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) coleta uma série de dados de preços em diferentes setores da economia entre o dia 20 do mês anterior e o dia 21 do mês atual. Esses dados incluem informações sobre preços no atacado, preços de bens de consumo, custos na construção civil e muito mais.

Depois de coletar esses dados, a FGV calcula a variação de preços em cada um dos três índices principais: IPA, IPC e INCC. Em seguida, essas variações são combinadas por meio de uma média aritmética ponderada, onde o IPA tem peso de 60%, o IPC tem peso de 30% e o INCC tem peso de 10%.

O resultado desse cálculo é o valor do IGP-M, que representa a variação média de preços em um determinado período. Esse índice é divulgado periodicamente pela FGV e é amplamente utilizado para ajustar contratos e acompanhar a inflação na economia brasileira.

Em resumo, o IGP-M é calculado reunindo dados de preços em diferentes setores da economia e combinando esses dados em uma única medida que reflete a variação de preços em geral.

Qual a diferença entre IGP-M e IPCA?

Uma distinção importante a ser feita é entre o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Embora ambos sejam indicadores de inflação, eles têm algumas diferenças cruciais em sua composição e uso.

O IPCA é considerado o índice oficial de inflação no Brasil, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ele mede a variação de preços para o consumidor final, representando os gastos das famílias com renda entre 1 e 40 salários mínimos. O IPCA abrange uma gama diversificada de despesas, incluindo alimentação, habitação, transporte, saúde e educação. É amplamente utilizado para ajustar salários, benefícios sociais e para a definição de metas de inflação pelo Banco Central.

Por outro lado, o IGP-M é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e abrange uma perspectiva mais ampla dos preços na economia. Ele considera não apenas os preços ao consumidor final, como o IPCA, mas também os preços no atacado e na construção civil. O IGP-M é utilizado principalmente para reajustar contratos, como alugueis, tarifas de energia elétrica e mensalidades escolares.

Em resumo, enquanto o IPCA foca nos preços que afetam diretamente as famílias brasileiras, o IGP-M oferece uma visão mais abrangente dos movimentos de preços na economia, incluindo os custos de produção e distribuição. Ambos os índices desempenham papeis importantes na análise da inflação e na formulação de políticas econômicas, cada um com suas características específicas e aplicativos distintos.

Conclusão

Entender o que é o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) é fundamental para qualquer pessoa que queira compreender melhor a economia e suas finanças pessoais. Neste artigo, exploramos detalhadamente como o IGP-M funciona, desde sua composição até seu cálculo e sua diferença em relação ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O IGP-M não é apenas mais uma sigla econômica, mas sim um indicador crucial que influencia diretamente nossas vidas. Ele nos ajuda a entender como os preços estão se movendo na economia, desde os estágios iniciais da produção até o consumidor final. Portanto, estar ciente das variações do IGP-M pode nos ajudar a tomar decisões mais informadas sobre nossos investimentos, contratos e despesas do dia a dia.

Além disso, compreender a diferença entre o IGP-M e o IPCA nos permite uma análise mais abrangente dos indicadores de inflação, fornecendo insights valiosos sobre a dinâmica econômica do país.

Perguntas frequentes sobre o que é IGP-M

O que é Igp-m para que serve?

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) é um indicador econômico utilizado para medir a variação de preços desde os estágios iniciais da produção até o consumidor final. Ele serve como uma ferramenta crucial para avaliar a inflação e ajustar contratos, como aluguéis e tarifas de serviços.

Qual é o valor do IGPM hoje?

O valor do IGP-M varia diariamente, sendo divulgado periodicamente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Para obter o valor atualizado do IGP-M, é necessário consultar fontes confiáveis de informação econômica, como sites especializados em finanças ou os relatórios divulgados pela FGV.

O que é Igp-m de aluguel?

O IGP-M de aluguel é uma referência utilizada para reajustar contratos de locação residencial e comercial. Ele é calculado com base na variação do IGP-M ao longo de um período específico, geralmente anual. O IGP-M de aluguel é importante para garantir a atualização dos valores de aluguel de acordo com a inflação.

Qual o significado de Igp-m?

O significado do IGP-M é o Índice Geral de Preços do Mercado. Ele representa uma medida abrangente da variação de preços na economia, englobando desde os preços no atacado até os preços ao consumidor final. O IGP-M é utilizado como uma ferramenta para acompanhar a inflação e ajustar contratos e tarifas de serviços.

Esse artigo foi útil para você? 🤔
Deixe seu comentário!

Equipe de redação da Finnancas.com. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.

Compartilhe

Invista no exterior de forma profissional!

Aprenda como investir na maior bolsa de valores do mundo.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima